9 Ilusões que nos impedem de viver livremente

0

analectos

Geralmente listas que tratam de crescimento pessoal ou melhorias para a vida são cheias de coisas que devemos fazer ou adicionar aos nossos hábitos ou rotinas, mas essa lista abaixo mais tira do que coloca. Publicada no blog Unwrap Your Mind, essa lista do jovem blogueiro e ex-funcionário da livraria Barnes & amp; Noble Justin Dixon traz “As 9 Ilusões Que Nos Mantém Presos“ (do original em inglês “The 9 Illusions That Hold You Captive“), mas que traduzi livremente para “ 9 Ilusões que nos impedem de viver livremente “, ou viver plenamente, como preferir. Tirei o “as” da frente porque não existem apenas nove ilusões, mas dezenas, ou centenas, ou milhares, sabe-se lá.

De qualquer maneira, essas nove ilusões ou conceitos mentais tem uma força bastante grande em nossas vidas e arrisco dizer que mesmo que não concordemos com todas, ao menos duas ou três vão soar o gongo interno para que algo “caia” da mente e permita que vivamos mais plenamente.Se eu puder sublinhar um ponto nessa lista, que permeia vários itens dela, eu sublinharia a necessidade da confiança no que acontece fora do nosso poder, na estrutura que existe na vida e ao nosso redor (“entrego, aceito, confio e agradeço”, como diria Professor Hermógenes).

O item 7 parece aborda essa confiança de uma maneira religiosa e reverenciada, e seja qual for a maneira que você queira abordá-la, o chamado “salto da confiança” me parece inevitável, porque é impossível à mente humana conhecer todos os meandros operacionais da vida e da estrutura do universo enquanto ela acontece. Temos um determinado alcance, como chegar a conhecer a estrutura dos átomos, a partícula fundamental, calcular a gravidade, etc, mas não conseguimos conectar tudo o que acontece a tudo mais e estabelecer com precisão quando e como tudo vai acontecer. Isso não nos exime da ação, como o artigo abaixo reafirma em praticamente todos os itens, mas é necessário que você pare de se iludir e vá fazer o que precisa ser feito.

Segue o artigo, traduzido escrito por Justin Dixon.

1. VIDA FÁCIL.

Isso mesmo, a vida fácil é uma ilusão. Todos tem algum desafio pra enfrentar. Todos tem algum fardo pra carregar, e embora talvez você não esteja passando fome, os problemas que você enfrenta ainda são um desafio, do contrário você já teria os superado. Não importa o que você faz, você terá que enfrentar desafios. Mas não se desespere, isso é uma boa notícia. Se a vida não vai ser fácil, não importa se você escolha fazer algo “prático” ou seguir sua paixão, então todas as desculpas que dizem que seria difícil demais levar a sério seus sonhos começam a perder suas forças. A vida vai ser difícil não importa o que você faça. As pessoas vão lhe julgar independente das escolhas que você faça. Então faça as escolhas que vão lhe deixar feliz. Não se preocupa com o fato da vida ser difícil, isso acontece. A pergunta que eu desafio você a se responder é: Você quer atravessar o processo difícil da vida em prol de coisas que são práticas ou por coisas que tem significado pra você?

2. AQUELE “UM DIA MÁGICO”.

“A estrada para “algum dia” leva à cidade chamada “lugar nenhum.”- Billy Cox
Você pode procurar por ele no seu calendário, você pode checar no seu relógio. Você não vai encontrá-lo. Não existe uma circunstância certa que vai fazer seu “algum dia” acontecer magicamente. Você tem que fazê-lo acontecer. Você terá que estipular datas no calendário para seus objetivos para que sua mente possa registrar como real. “Algum dia” não existe, mas você tem a força para fazer com que as coisas algum dia aconteçam. Você tem o poder para começar agora, a partir das coisas que você tem adiado. Ou algo vale a pena ser feito ou não. Decida e aja de acordo. Não relegue as coisas para o tal mágico “algum dia”.

3. UM PLANO MÁGICO.

Passei um longo tempo com esse. Eu já tinha determinado que “algum dia” não existia, mas eu precisava de um plano. Na verdade, eu precisava de um plano mágico, algo que faria tudo se alinhar perfeitamente. Não há planos mágicos. Qualquer coisa pode dar errado com qualquer decisão que você tome, não importa o quão informado você esteja. Não cometa o erro que cometi. Não espere que seus planos sejam perfeitos. Não espere que a “fada do plano” vir e torná-lo mágico. Pegue seu objetivo e começa a andar em direção a ele. Seja paciente consigo mesmo e corrija os erros que você faz no caminho. Simplesmente comece. Você nunca vai aprender a nadar se você nunca entrar na água, tenha você um bom plano ou não.

4. A DECISÃO ERRADA.

Embora existam vários erros que você pode cometer, não há um único erro que vá arruinar completamente sua vida. Se o caminho que você está seguindo não parece bom, então você tem o poder de mudar suas ações. Durante todo o tempo você pode escolher ser responsável por si mesmo. Em qualquer situação, você pode encontrar uma lição e pode começar hoje a ir numa direção positiva. Essa mudança não acontece toda de uma vez, mas se você está comprometido a parar de repetir seus erros, então você pode e irá mudar sua vida pra melhor.

5. O PASSADO.

A razão pela qual chamamos de passado é porque nós já passamos por ele. Não está mais aqui. Este é um novo dia e esta é uma nova oportunidade. O que você faz hoje, o que você faz exatamente agora determina quem você é. Esta é a hora que você pode se colocar onde quiser. Esta é a hora que você pode começar a construir os hábitos que você sempre quis.

6. NÃO SER SUFICIENTE.

De acordo com a PhD Susan Jeffers, essa é a raiz de todos os medos. Tememos a morte porque não sabemos se conseguimos lidar com ela. Tememos a mudança porque não sabemos se somos suficientes para lidar com ela. Um teste rápido para ver se você é suficiente para enfrentar a situação que você está é: você está nela? Sim? Isso significa que você tem o suficiente para atravessá-la. Você não será dado mais do que pode carregar. Isso não significa que você não precisará nunca de ajuda, significa que você pode enfrentar qualquer problema que você esteja passando neste momento.

7. FALTA.

Há uma ordem neste universo, eu não a entendo, mas aprendi algumas coisas dela. Não nos falta nada. Tempo? Idéias? Oportunidade? Comida? Tenho uma prática que quando eu fiz tudo que podia para atender minhas necessidades, faço a seguinte prece: “Fiz tudo que podia. Vou confiar em Você (a ordem neste universo) para tomar conta do resto”.

Até hoje, nos dias que eu digo essa prece, eu comi quando deveria ter ficado faminto. Novas portas abriram pra mim quando eu não sabia mais onde ir. Mas se você aceita a idéia de que não há o suficiente de alguma coisa, você vai parar de procurar por essa coisa. Você parar de procurar pelas coisas que você pode passar sem, você para de procurar pelos caminhos pelos quais você pode fazer boas coisas acontecerem e você simplesmente se deixa levar pela derrota. Quando você acredita que há falta, você a cria. Quando o falcão acredita que a corda ainda está lhe limitando o vôo, então o falcão recria a corda.

8. SEPARAÇÃO.

Toda a matéria tem uma frequência. Para que você possa fisicamente tocar alguma coisa, ela deve estar vibrando na mesma frequência da matéria que você é feito. Na verdade, o qua a física quântica descobriu é que tudo está conectado. A realidade é um espectro de frequência onde toda a matéria e energia está conectada. É uma grande rede. Por isso aproveite com os outros. Eles são parte de você. Quando eles forem bem sucedidos, parte de você também é bem sucedida. Ajude os outros. Quando você os ajuda, você ajuda parte de si mesmo. Você não pode fazer algo a alguém sem também fazer isso em parte a você mesmo; é uma impossibilidade física. A razão pela qual ver as coisas desse jeito lhe torna livre é que lhe coloca na posição de liderar pelo exemplo. Lhe coloca na posição de dar e ajudar. Receber esse tipo de reputação pode abrir novas oportunidades que você nunca jamais pensou que poderiam existir.

9. CAOS.

O caos é o que você vê quando não está olhando para o quadro inteiro. Sempre há algo bom acontecendo. Sempre há um jeito das coisas funcionarem. Sempre há uma razão para que as coisas sejam do jeito que são e sempre há uma razão para que ela possa se tornar outra coisa.

Fonte: Dharmalog.com
Por Nando Pereira
Quer saber mais, clique aqui.

Share.

About Author

André Miranda

Nascido no Rio de Janeiro, mas, devido a sua ascendência nordestina, criado na Bahia, começou Karatê em 1988, na extinta Lince Karatê Clube, com a Sensei Amanda Barcelar Pires (primeira faixa-preta mulher da Bahia, aluna de Denilson Caribé - ASKABA). Graduou-se faixa preta pela FNAM, com o Sensei Masco Monteiro. De volta ao Rio de Janeiro, continuou seu treinamento com o Sensei Humberto Amorim (6º Dan), no Quartel São João da Urca, com quem continua treinando. Praticante do estilo Shotokan Ryu, o qual é 3º Dan, em 2009 começou a praticar Jiu-Jitsu (sob a orientação do Sensei Gustavo Souza - 6º Dan) e Aikido (sob a orientação do Sensei Luciano Santana - 4º Dan). Amante da cultura Japonesa fundou o Instituto Ishindo, onde busca difundir a cultura e tradição marcial japonesa.

Comments are closed.