Jigoro Kano

Na verdade, ele foi muitas coisas para muitas pessoas. Como Sir Thomas Moore diria, um homem para todas as estações. O fundador do Judô nasceu em 28 de outubro de 1860, na província de Hiyôgo, perto da cidade de Kobe e em 1878 ingressou na Universidade Imperial de Tóquio, onde estudou Letras. De sua mãe herdou o grande amor pela educação e de seu pai o senso de dever com a pátria e com o povo japonês.

Mestre Jigoro Kano

Em sua infância, Jigoro Kano viu o Japão passar de um sistema de governo ditatorial – O Shogunato – para o restabelecimento do poder imperial, com a Restauração Meiji. Durante este período, houve uma profusão de intercâmbios culturais, no qual o Japão passava por toda uma reestruturação, passado de um Estado praticamente agrícola, para uma nação industrial.

Isso para um jovem como Kano, com várias idéias e uma gana por conhecimento, favoreceu para que se mudasse com sua família para Tóquio, onde, em 1878, iniciou seus estudos na universidade, onde se destacou pelo seu brilhantismo e espírito de liderança.

Contudo, por ser um menino muito franzino, começou a praticar Ju-jutsu com intuito de diminuir sua fraqueza física e melhorar sua saúde. Seu primeiro mestre foi o Sensei Teinossuke Yagi, que lhe ensinou as técnicas mais básicas, passando mais tarde a treinar com Sensei Hatinossuke Massatomi Iso, ambos do estilo Tenji-Shin-Yo-Ryû.

Durante seu período de instrução, muitas vezes se via frustrado com o Ju-jutsu tradicional que priorizava técnicas, muitas vezes, rudimentares pelo uso excessivo de força física, segundo o antigo princípio shin-ken-shobu (vencer ou morrer, lutar até a morte); devido a estas experiências foi nascendo em seu coração a vontade de criar uma escola mais dinâmica e moderna; idéia que somente veio amadurecer mais tarde.

Em 1881, Jigoro Kano não pensava mais em se dedicar à carreira política, pois estava convencido de que a educação era a sua verdadeira vocação. Nesta época, dividia seu tempo entre o ensino de Política e Economia Política no Colégio Pares, e treinava Ju-jutsu com o Mestre Tikubo Tsunetôshi.

Após se aperfeiçoar na arte do jujutsu, que considerava um tesouro nacional, chegou à compreensão que deveria ensiná-la ao maior número de jovens, usando seus conhecimentos em benefício das pessoas e da sociedade em geral do Japão.

Assim, com este espírito, em 1882 fundou a sua própria escola, que denominou Kodokan (Ko = fraternidade; do = caminho; kan = instituto), que significa Instituto do Caminho da Fraternidade.

Devido ao seu grande conhecimento da física, inseriu em sua escola os princípios da gravidade, equilíbrio e deslocamento, sem uso de força, mas substituindo-a por alavancas; seu estilo baseava-se em uma antiga lenda do Yoshin-Ryu (Escola do Coração do Salgueiro), que ilustrava a vitória pela não resistência, ou seja, “ceder para vencer”.

A este estilo chamou de Judo, que seria algo como “Caminho Suave”.