A Força do Pensamento

0

horizonte-meditação
O que nos diferencia das outras espécies em nosso eco-sistema é a capacidade intelectual que atingimos. Nossa capacidade, enquanto seres humanos, de pensar e transformar as coisas a nossa volta nos tornou a espécie predominante no nosso planeta.

Este poder está relacionado a força do pensamento, que modernamente se traduz pela lei da atração.

Nesse sentido, vimos nos últimos anos a proliferação fenomênica de gurus do movimento do Novo Pensamento.

“A expressão lei da atração, apesar de utilizada amplamente pelo movimento do Novo Pensamento (New Thought), possui várias definições.

Um consenso mais moderno entre os pensadores do Novo Pensamento é que a lei da atração diz que os pensamentos das pessoas (tanto conscientes quanto inconscientes) ditam a realidade de suas vidas, estejam elas sabendo disso ou não.

Essencialmente, “se você realmente quer alguma coisa e realmente acredita que é possível, você vai consegui-la”, mas colocar muita atenção e pensamento em algo que você não queira significa que você também vai receber esta coisa.” (Wikipédia)

Nessa esteira, muito educadores físicos têm inserido em seus métodos de treinamento, ferramentas motivacionais que utilizam da lei da atração para criar foco e objetivo em seus atletas e alunos.

Diversos escritores têm citado o poder que a lei da atração exerce sobre as coisas no universo. Porém, assim como vários grandes Mestres da história nos mostraram que todo Caminho para iluminação é exercido através das virtudes, também por esta nova perspectiva da Lei da Atração, devemos conduzir nossos pensamentos pela via dos atos e pensamentos mais nobres.

Significa dizer que não basta focarmos nossos pensamentos nos nossos desejos, mas que estes desejos sejam estribados pela ética, honra e desapego material. Pois do contrário, estaríamos utilizando desta força poderosa para fins mesquinhos e egoístas. Devemos, pois, em nosso Caminho, cultivar o altruísmo.

Morihei Ueshiba Sensei falou-nos em seu poema “O Caminho da Paz”, como podemos conquistar nosso objetivo final, ajudando pessoas.

“A arte da paz começa em você. Trabalhe em você mesmo e no caminho que escolheu na arte da paz. Todos têm um espírito que pode ser refinado, um corpo que pode ser treinado de algum modo, um caminho agradável para seguir. Você está aqui para sentir sua divindade interior e manifestar sua iluminação inata.
Coloque paz em sua vida e então aplique a arte da paz em tudo que encontrar.” (isso é possível, acredite!)

E tantos outros Mestres também assim o falaram, desde Siddhartha Gautama; que nos falou sobre buscar a nossa iluminação através de nossos atos, até Jesus de Nazaré, que nos conduziu pelo Caminho do Amor para a comunhão com Deus.

Assim, a forma de atrairmos a boa sorte em nossas vidas, e atingirmos a iluminação em um último estágio é edificar coisas positivas no mundo de forma altruísta, de forma a nos iluminarmos, enquanto destilamos amor por todas as coisas vivas, entrando em comunhão com o Poder Criador, chamado por muitos de O Divino, a Força.

Uma alegoria de que gosto muito é a criada pelo diretor George Lucas, concernente aos cavaleiros Jedi e o conceito da Força, pois me dá a clara ideia da conexão do micro-cosmo com o macro-cosmo.

Embora seja uma ficção, os conceitos utilizados para a criação da Saga, foram retirados de grandes tradições filosóficas e exotéricas de diversas correntes de pensamento, inclusive religiosas.

“A busca pela Força é a busca pelo auto-conhecimento, pela comunhão com o Universo, pela luz, pelo bem maior, pela vida. Sinta A Força em você e em tudo ao seu redor, seja A Força.”

Oss.

Share.

About Author

André Miranda

Nascido no Rio de Janeiro, mas, devido a sua ascendência nordestina, criado na Bahia, começou Karatê em 1988, na extinta Lince Karatê Clube, com a Sensei Amanda Barcelar Pires (primeira faixa-preta mulher da Bahia, aluna de Denilson Caribé - ASKABA). Graduou-se faixa preta pela FNAM, com o Sensei Masco Monteiro. De volta ao Rio de Janeiro, continuou seu treinamento com o Sensei Humberto Amorim (6º Dan), no Quartel São João da Urca, com quem continua treinando. Praticante do estilo Shotokan Ryu, o qual é 3º Dan, em 2009 começou a praticar Jiu-Jitsu (sob a orientação do Sensei Gustavo Souza - 6º Dan) e Aikido (sob a orientação do Sensei Luciano Santana - 4º Dan). Amante da cultura Japonesa fundou o Instituto Ishindo, onde busca difundir a cultura e tradição marcial japonesa.

Comments are closed.