Confucionismo

Confúcios

O confucionismo é um sistema filosófico chinês criado por Kung-Fu-Tzé, conhecido no ocidente por Confúcio. Seu florescimento se deu na idade clássica da China (550-200 a.C.) e se tornou a filosofia oficial da dinastia Han em 140 a.C. e desde então, vem servindo como uma força orientadora no pensamento chinês, enfatizando a integridade moral como meio de promover a coesão social e harmônica.

Entre os principais temas de estudo no confucionismo estão a moral, a política, a pedagogia e a religião. Por este motivo, seus pensamentos e lições são conhecidos como “ensinamentos dos sábios”, sendo incrivelmente atuais, embora antigos. Devido a atemporalidade de seus ensinamentos, muitas abordagens foram feitas, desde religiosa, até ao mundo dos negócios, sob perspectivas atuais encontrando assim uma continuidade histórica única.

Mais que uma tradição religiosa, o confucionismo é uma filosofia, um código de ética social, ideologia política, tradição literária e por fim, mas não menos importante, um modo de vida. Confúcio foi um pensador original, que soube traduzir e copilar antigas tradições da sabedoria chinesa, elaborando uma doutrina própria que enfatizava valores tradicionais para se conduzir corretamente a vida e política. Sua doutrina foi assumida como oficial na China por mais de 25 séculos.

No Japão, o confucionismo chegou durante a idade média e logo ganhou grande popularidade, principalmente entre os guerreiros e eruditos, que enxergavam uma conveniente doutrina a ser introduzida na educação da classe guerreira e aristocrática. Assim, o confucionismo passou a integrar a educação e código de honra dos guerreiros samurais, no sentido da devoção ao mestre e lealdade ao Estado.

Embora seus ensinamentos tenham sido combatidos pela Revolução Cultural Chinesa (1966-1976), por serem consideradas subversivas e reacionárias, com as mudanças políticas em que a China vem passando nos últimos anos, a Confucionismo na China vem ganhando nova vida, e muitos chineses têm se declarado adeptos desta doutrina.


Taoísmo e Confucionismo

Leia também nosso artigo Analectos de Confúcio.