Judocas brazucas no Japão

0

Jovens judocas realizam sonho de treinar no Japão

José Basile e Layana Colman chegaram junto com outros 40 integrantes do Time Brasil a Tóquio para a aclimatação para o Jogos Olímpicos da Juventude.

Depois de mais de 24 horas de viagem, o Time Brasil dos Jogos Olímpicos da Juventude (JOJ) Nanquim 2014 já está em solo asiático. Nesta quarta-feira, dia 6, a delegação brasileira chegou a Tóquio e Macau, locais onde 67 atletas brasileiros farão a preparação final antes da competição, que tem início no dia 16 de agosto.

Em Tóquio, 42 atletas de sete modalidades (esgrima, ginástica artística, handebol, judô, levantamento de peso, lutas associadas e vôlei de praia) já estão instalados no Centro de Treinamento do Comitê Olímpico Japonês, um dos mais modernos e equipados do mundo. Os brasileiros participarão de treinos em conjunto com atletas japoneses e terão ainda a oportunidade de visitar as instalações que estão sendo preparadas para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

O CT japonês é um local que procura criar um ambiente idêntico de uma Vila Olímpica. A ida do Brasil para o Japão é fruto de um acordo de intercâmbio entre os comitês olímpicos dos dois países. Para José Basile e Layana Colman, os judocas que vão disputar o JOJ 2014, treinar no Ajinomoto Center é uma realização pessoal.

“A seleção adulta já treinou aqui algumas vezes, mas acredito que é a primeira vez de um juvenil brasileiro. É como se eu estivesse vivendo um sonho”, afirmou José Basile, de 18 anos.

“E a preparação continua no maior dojô do mundo”, publicou Layana em sua rede social.

Os treinos começam no período da tarde desta quinta-feira e, no caso dos judocas, serão acompanhados pela técnica da seleção brasileira sub-18, Danusa Shira. Entre os principais objetivos da aclimatação estão a adaptação ao fuso horário e ao clima asiático, experiência de treinamento internacional, contato com os serviços oferecidos pelo Comitê Olímpico Brasileiro às missões brasileiras e construção do espírito de grupo entre os componentes da delegação.

O Brasil será representado por 97 atletas com idade entre 15 e 18 anos em 24 modalidades nos Jogos Olímpicos da Juventude Nanquim 2014. A delegação brasileira será a segunda maior do evento, atrás apenas do país sede, a China.

São os judocas brazucas no Japão!

Foto principal: Reprodução/Facebook
Fotos anexas: Wander Roberto/COB

Autor: Assessoria de Imprensa CBJ

Share.

About Author

André Miranda

Nascido no Rio de Janeiro, mas, devido a sua ascendência nordestina, criado na Bahia, começou Karatê em 1988, na extinta Lince Karatê Clube, com a Sensei Amanda Barcelar Pires (primeira faixa-preta mulher da Bahia, aluna de Denilson Caribé - ASKABA). Graduou-se faixa preta pela FNAM, com o Sensei Masco Monteiro. De volta ao Rio de Janeiro, continuou seu treinamento com o Sensei Humberto Amorim (6º Dan), no Quartel São João da Urca, com quem continua treinando. Praticante do estilo Shotokan Ryu, o qual é 3º Dan, em 2009 começou a praticar Jiu-Jitsu (sob a orientação do Sensei Gustavo Souza - 6º Dan) e Aikido (sob a orientação do Sensei Luciano Santana - 4º Dan). Amante da cultura Japonesa fundou o Instituto Ishindo, onde busca difundir a cultura e tradição marcial japonesa.

Comments are closed.