JUTSU – A Arte oculta no Karatê

0

10999517_851324764933022_6162619736908473126_n

Finalmente terminei de fazer minha segunda leitura do livro “Jutsu – A Arte Oculta no Karate”, de autoria do Sensei Vinicio Antony. Quando começou a ser divulgado, fiquei feliz por ter a oportunidade de ler algo sobre essa linha de treinamento.

A tempos venho acompanhando os vídeos postados pelo professor Vinicio Antony, que, infelizmente, ainda não tive a oportunidade de conhecer pessoalmente e, quem sabe, fazer um treino neste método novo/antigo.

O Mestre Antony, vem fazendo um trabalho de resgate do espírito Jutsu – afastado pelos japoneses – do Karatê. Acontece que, conforme sabemos, a história do karatê passou por muitas mudanças para chegar ao que conhecemos hoje, mas, com a modalidade esportiva-competitiva, criada, principalmente, por Masatoshi Nakayama, o Karatê tem perdido sua marcialidade ou pelo menos é o que alguns defendem.
Vinicio Antony
Assim, unindo técnicas de outras artes como o Jiu-Jitsu, o Muay Thay e arrisco dizer o Aikido, o mestre Antony vem desenvolvendo um karatê mais combativo, com técnicas em linha e também circulares, utilizando o tai sabaki (esquivas), e chutes e socos circulares de outros estilos marciais, além das chaves, quedas e alavancas.

Neste livro maravilhoso ele explica o seu método, fala sobre a história do karatê, filosofia do Dô, como expressão do TAO, e ainda do Jutsu, como arte da guerra. Ainda faz uma ampla explicação sobre a dinâmica os movimentos do karatê, dá dicas para treinamento e nos mostra um novo caminho para vivermos o Karatê.

Enfim, tive uma feliz surpresa ao ler o livro, que, além do seu rico conteúdo, tem uma leitura fácil e agradável.

Agora, é visitar o Dojo do Sensei Vinicio Antony, experimentar o método e torcer para que este seja o primeiro de muitos livros sobre o Karatê.

OSS.

Karate Jutsu

Saiba mais: Associação Brasileira de Karatê Jutsu

Compartilhe.

Sobre o Autor

André Miranda

Nascido no Rio de Janeiro, mas, devido a sua ascendência nordestina, criado na Bahia, começou Karatê em 1988, na extinta Lince Karatê Clube, com a Sensei Amanda Barcelar Pires (primeira faixa-preta mulher da Bahia, aluna de Denilson Caribé - ASKABA). Graduou-se faixa preta pela FNAM, com o Sensei Masco Monteiro. De volta ao Rio de Janeiro, continuou seu treinamento com o Sensei Humberto Amorim (6º Dan), no Quartel São João da Urca, com quem continua treinando. Praticante do estilo Shotokan Ryu, o qual é 3º Dan, em 2009 começou a praticar Jiu-Jitsu (sob a orientação do Sensei Gustavo Souza - 6º Dan) e Aikido (sob a orientação do Sensei Luciano Santana - 4º Dan). Amante da cultura Japonesa fundou o Instituto Ishindo, onde busca difundir a cultura e tradição marcial japonesa.

Comments are closed.