Kimi ga yo – Hino Nacional do Japão

0

Kimi-ga-yo

Kimi ga yo

O hino nacional do Japão é conhecido como “Kimi ga yo”, e pode ser traduzido como “Reino Imperial”.
O Kimi ga yo tem sua origem no ano de 905 d.C., durante a era Heian, tendo sido publicado no primeiro livro de canções de que se tem notícia, chamado Kokinwakashu, no seu sétimo volume.

Sua letra é baseada em um poema Waka (poesia de 31 sílabas – século X), escrito na era Heian, porém, cujo autor é desconhecido, enquanto que sua melodia foi composta por Hiromori Hayashi, no ano de 1880. Sendo considerado um dos hinos nacionais mais curtos do mundo, ainda em uso.

Entretanto, sua letra sofreu algumas modificações no decurso da história.

Partitura-Kimi_Ga_Yo

Partitura do Hino do Japão

Originalmente era uma forma de congraçamento entre pessoas importantes ou idosas e foi composto da seguinte forma:

Waka ga kimi wa
Chiyo ni yachiyo ni
Sazare ishi no
Iwao to
Nari te
Koke no musu made.

Posteriormente a letra foi alterada em seu primeiro parágrafo, enaltecendo o poder imperial pelo uso de uma antiga palavra – Kimi – que significa “nosso senhor” e refere-se ao Imperador do Japão. Tendo tais mudanças sido publicadas no livro de canções Wakanroeishi, ficando assim:

Kimi ga yo wa
Chiyo ni yachiyo ni
Sazare ishi no
Iwao to
Nari te
Koke no musu made.
Que a monarquia do Imperador
dure por milhares e milhares de gerações,
Até que o pedregulho
se torne um rochedo
E os musgos venham a cobri-lo.

Devido às mudanças impostas durante a era Meiji, em que foi marcada pelo fim do xogunato e restabelecimento do poder imperial no Japão, houve a necessidade de se criar um hino nacional, em razão da abertura dos portos para nações exteriores. Esta medida visava criar um espírito nacionalista entre o povo japonês que agora passava a sofrer influências de povos externos, depois do longo isolamento imposto pelo xogunato Tokugawa.

Em razão do fato de que os imperadores do Japão eram considerados descendentes dos deuses – xintoísmo – o hino tornou-se uma música de louvor ao ser supremo, que era personificado na pessoa do Imperador. Neste período é que foi criada a sua melodia como a conhecemos hoje.

Apesar da sua tradição no Japão, no período pós II Guerra Mundial, houve algumas tentativas frustradas de modificar ou abolir o hino nacional, sob o argumento que ele não expressava o sentimento democrático que se impunha na época, o que resultou em seu reconhecimento tardio, como hino oficial do Japão, que somente ocorreu em 1999.

Escute o Hino:

Vídeo do Japão, com Kimi-Ga-Yo de fundo.

Fontes:

Nipo Cultura.com
Nipo Cultura.Blog
Nihongo Brasil
Wikipedia.org

Share.

About Author

André Miranda

Nascido no Rio de Janeiro, mas, devido a sua ascendência nordestina, criado na Bahia, começou Karatê em 1988, na extinta Lince Karatê Clube, com a Sensei Amanda Barcelar Pires (primeira faixa-preta mulher da Bahia, aluna de Denilson Caribé - ASKABA). Graduou-se faixa preta pela FNAM, com o Sensei Masco Monteiro. De volta ao Rio de Janeiro, continuou seu treinamento com o Sensei Humberto Amorim (6º Dan), no Quartel São João da Urca, com quem continua treinando. Praticante do estilo Shotokan Ryu, o qual é 3º Dan, em 2009 começou a praticar Jiu-Jitsu (sob a orientação do Sensei Gustavo Souza - 6º Dan) e Aikido (sob a orientação do Sensei Luciano Santana - 4º Dan). Amante da cultura Japonesa fundou o Instituto Ishindo, onde busca difundir a cultura e tradição marcial japonesa.

Comments are closed.