O Espírito e a filosofia do Bonsai

0

Bonsai No Kokoro

saburo-kato-2000
Discurso do bonsaista japonês Saburo Kato durante a Bonsai International Convention, realizada no Havaí, em 1980, sobre o Espírito e a filosofia do Bonsai

Tradução: Wagner Ribeiro

“Todos vocês aqui, interessados por bonsai, foram ‘escolhidos pelo bonsai’. Estamos unidos pela fraternidade do bonsai. E é maravilhoso estarmos reunidos. No Japão, bonsai tem uma antiga história originária na natureza. Bonsai é uma iluminação e traz paz. Isto nós sabemos bem e apreciamos. Por isso, é dever de todos nós que amamos bonsai manter acesa a ‘Tocha da Paz’.

Pessoas que amam bonsai apreciam a beleza da natureza e cultivam árvores em pequenos vasos. Ao praticar bonsai, aprendemos sobre a natureza e aprendemos uma filosofia de vida. Mesmo uma pessoa que desconhece os desígnios da arte, pode apreciar e ser tocada pela Beleza da obra. A força do bonsai está na habilidade de retratar ao máximo a beleza da natureza. Este é o objetivo de todos que cultivam bonsai.

Existem três fatores importantes que devemos considerar:

Primeiro, o nebari. Quando se observa uma árvore velha, as raízes formam a base dela e demonstram a sua força. A visão é impressionante e inspiradora. As poderosas raízes das árvores grandes protegem as árvores menores de fortes chuvas a até mesmo de tempestades. As raízes firmes das árvores nos dão a sensação de estabilidade e segurança. No caso de bonsai, está sensação também deve ser verdadeira.

Segundo, a formação do tronco. No caso de uma árvore solitária, é especialmente importante a forma como o tronco emerge do nebari, cresce conicamente e se desenvolve. Depois de muitos anos, as caraterísticas da idade e da casca aparecem e você pode identificar o caráter e a personalidade de cada árvore.

Terceiro, os galhos e ramos. Esta é a parte aérea e deve ser equilibrada, precisa receber sol para florescer e brotar. Com o crescimento forte dos ramos e folhas, belas flores podem surgir. Mesmo com o crescimento vigorosos e o desabrochar de flores,
você não pode se dar por satisfeito e deve ser muito dedicado nos cuidados com a sua planta. Os cuidados são fundamentais.

Reunimos aqui pessoas de muitos locais diferentes. Nas suas cidades existem montanhas, rios, matas e florestas, as quais, sem dúvida, têm paisagens maravilhosas para inspirá-los.

Escolha na natureza um exemplo para o seu bonsai. Não basta copiar algo. De preferência, faça o seu bonsai como se fosse um dos melhores exemplares da natureza.

Para desenvolver bonsai é muito importante conhecer os pontos fortes e fracos da planta. Fazer bonsai é o mesmo que cuidar de crianças. Seja o professor e o guia, mas com paciência e cuidados gentis. Cuide dos seus bonsais como você cuida da sua família. Desta forma, tenho certeza que todos estarão aptos para cultivar e desenvolver belos bonsai.

Um bonsai está vivo, desde as raízes às folhas. Cada vez que cuidar das suas árvores, mesmo sem palavras, haverá o sentimento de que elas se comunicam com você. Algum dia, no futuro, você saberá que ela está precisando de água, fertilizantes… Quando chegar este dia, terá desenvolvido um vinculo estreito com sua árvore. O bonsai responderá ao seu amor, e vocês serão amigos, fiéis, honestos, sem as falsidades humanas nem traições.

Bonsai são leais, se você adubar e regar regularmente com carinho. A vida é mais significativa quando observamos essas pequenas árvores.

Aprendemos a essência e a dignidade da vida! Mesmo porque a vida de um bonsai é bem mais longa que a nossa. Então, o bonsai deve ser passado para as próximas gerações a fim de preservar a vida cultivada em vaso. Isto é importante.

Bonsai é um presente de Deus para o Homem. Está é a forma da natureza mais próxima do homem e retrata o drama da vida. Bonsai é a natureza infinita. Aqueles que cultivam bonsai têm a responsabilidade de serem dedicados e o dever de dar continuidade à vida.

Concluindo, espero que a arte de bonsai nunca morra e que se mantenha acesa a ‘Tocha de Paz’, queimando em todas as partes do mundo. Espero que amizades mais estreitas e profundas nos mantenham unidos.”

10665095_822314667845938_3198605423566930000_n

 

 

 

 

 

 

Fonte: Bonsai Sorocaba

Share.

About Author

André Miranda

Nascido no Rio de Janeiro, mas, devido a sua ascendência nordestina, criado na Bahia, começou Karatê em 1988, na extinta Lince Karatê Clube, com a Sensei Amanda Barcelar Pires (primeira faixa-preta mulher da Bahia, aluna de Denilson Caribé - ASKABA). Graduou-se faixa preta pela FNAM, com o Sensei Masco Monteiro. De volta ao Rio de Janeiro, continuou seu treinamento com o Sensei Humberto Amorim (6º Dan), no Quartel São João da Urca, com quem continua treinando. Praticante do estilo Shotokan Ryu, o qual é 3º Dan, em 2009 começou a praticar Jiu-Jitsu (sob a orientação do Sensei Gustavo Souza - 6º Dan) e Aikido (sob a orientação do Sensei Luciano Santana - 4º Dan). Amante da cultura Japonesa fundou o Instituto Ishindo, onde busca difundir a cultura e tradição marcial japonesa.

Comments are closed.