Tsunejiro Tomita

0

GRANDE MESTRE DO KODOKAN

Tsunejiro Tomita, professor de Mitsuyo Maeda.

Tsunejuro Tomita

Nascido em Yamada Tsunejiro
28 de fevereiro de 1865
Numazu, Shizuoka, Japão
Morreu 13 de janeiro de 1937 (71 anos)
Nacionalidade Japão
Estilo de Judo, Jujutsu
Professor (s) Jigoro Kano
Posição Judo: 7 º Dan Faixa preta
Estudante: Mitsuyo Maeda (Conde Koma)

Tomita Tsunejiro (28 de fevereiro de 1865 – 13 de janeiro de 1937), cujo nome de nascença era Yamada Tsunejiro, foi o primeiro aluno do Kodokan judô. Seu nome aparece na primeira linha do livro de inscrição e registro de alunos do Kodokan.

Isso se deu após o rigoroso pai de Jigoro Kano, Mareshiba Kano ter visto a habilidade de Tsunejiro Tomita em jujutsu, o convidando para ir a Toquio, como dependente da família Kano, aos cuidados do Mestre Jigoro Kano..

Segundo os registros históricos do Kodokan, Tomita, junto com Shiro Saigo, tornou-se o primeiro, na história do judô, a receber o grau de faixa preta concedido pelo fundador do judô Jigoro Kano, que, posteriormente veio a estabelecer o sistema de DAN, hoje amplamente utilizado em diversas artes marciais.

Em abril de 1891, o Imperador Meiji visitou o Gakushuin, e, como um instrutor de Judô, Sr. Tomita assistiu a demonstração de Judo de seus alunos, juntamente com o Imperador.

Tomita era conhecido como um dos “quatro guardiões” do Judô Kodokan, por seus esforços em consolidar o judô Kodokan, através de suas vitórias em competições contra outros estilos de Ju-Jutsu.

Após a sua morte, em 13 de janeiro de 1937, com 71 anos, o Kodokan o elevou a 7º Dan.

INÍCIO DA VIDA

Como o primeiro aluno da Kodokan, Tomita era conhecido como Tsunejiro Yamada. Entretanto, seu nome teria sido modificado em razão de sua adoção (não sabemos quando), passando, então, a se chamar Tomita Tsunejiro.

Naquela época, ainda se tinha o costume de se colocar o sobrenome (nome da família) na frente do nome. Acredita-se que Yamada seria um apelido.

Seu pai adotivo foi Tsuneo Tomita, um escritor famoso, mais conhecido por seu romance de judô Sugata Sanshiro (1942) e Yawara (1964-1965).

QUATRO GUARDIÕES DO KODOKAN

Quando Jigoro Kano, até então, mestre em jujutsu, começou a desenvolver um novo método que intitulou de judô, seus esforços em consolidar sua escola, levou a uma grande oposição de praticantes e outros mestres do tradicional jujutsu. No entanto, Kano atraiu um público fiel, que incluiu lutadores excepcionais.

Destes lutadores, se destacaram quatro que ficaram conhecidos como os “Quatro Guardiões da Kodokan”, devido ao expressivo número de vitórias obtidas por estes quatro alunos de Kano, sobre outros lutadores das mais diversas escolas de jujutsu tradicional. Eram eles: Tsunejiro Tomita, Yoshiaki Yamashita, Yokoyama Sakujiro e Shiro Saigo.

APRESENTANDO JUDÔ PARA O OCIDENTE
Chegada aos Estados Unidos

Em 1904, inspirado pelo sucesso de Yoshiaki Yamashita, nos Estados Unidos (Yamashita ensinou judô ao presidente Theodore Roosevelt, entre outros), com 39 anos de idade, Tomita, junto com mais dois outros judocas, decidiu se mudar para Nova York.

Como Yamashita, Tomita trouxe um jovem assistente com ele como um parceiro de exibições. O jovem foi ninguém menos que Mitsuyo Maeda (Precursor do JIU-JITSU), nesta época com 26 anos; junto com Satake Nobushiro, Maeda eram considerados os judocas mais fortes do Kodokan, sendo este segundo fundamental para o desenvolvimento do Jiu-Jitsu “brasileiro”.

Tomita, Maeda e Satake chegaram em Nova York em 8 de dezembro de 1904, apenas um ano após Yamashita ter ido para os Estados Unidos.

EXIBIÇÕES REALIZADAS NOS EUA

03 fevereiro de 1905: Tomita e Maeda fizeram uma exibição no Harlem na Associação Cristã de Moços (YMCA).

07 de fevereiro de 1905: Seiscentos espectadores no Ginásio da Universidade de Columbia assistiu uma exibição de judô e “luta de espada” (kendo) por seis especialistas japoneses. De acordo com o New-York Daily Tribune, o industrial Henry Edward Harriman trouxe os especialistas para a América depois que ele se interessou por “este tipo de luta” em sua viagem para a Ásia.

Tomita avançou sobre Maeda, que lhe desferiu um soco potente. Desviando-se do soco de Maeda, Tomita o pegou pelo braço e na garganta e o jogou no tatame.

16 fevereiro de 1905: Tomita e Maeda fizeram uma demonstração “Para 1000 estudantes de Princeton”.

Maeda Lutou com NB Tooker, um jogador de futebol Americano de Princeton, enquanto Tomita Lutou contra Samuel Feagles, o instrutor do ginásio de Princeton. Em ambas as lutas, os judokas japoneses venceram seus oponentes com as técnicas da escola Kodokan.

21 de fevereiro de 1905: Tomita e Maeda fizeram uma demonstração de judô na Academia Militar dos EUA em West Point, Nova York, onde Tomita e Maeda realizaram um kata, nage-no, Koshiki, ju-no, e assim por diante.

A pedido da multidão, Maeda lutou contra um cadete e o venceu facilmente. Em razão de Tomita ter criado o kata apresentando, os cadetes queriam lutar com ele também.

Tomita lutou com o primeiro (Charles Daly) sem nenhum problema. No entanto, Tomita falhou duas vezes para derrubar o outro jogador de futebol chamado Tipton usando a queda tomoe-nage. Tomita era muito menor, por isso os japoneses reivindicaram uma vitória moral.

8 de março de 1905: Tomita e Maeda fizeram melhor no New Athletic Club Iorque. “Seu melhor lance foi uma espécie de vôo carroça”, disse um artigo no New York Times, descrevendo o jogo de Maeda com o Peso Pesado de wrestler John Naething. “Por causa da diferença de métodos, os dois homens rolaram sobre o tatame como estudantes em uma briga. Após quinze minutos de wrestling, Maeda garantiu a primeira queda. Último Round, no entanto, Naething foi agraciado com uma queda.” Ao final Maeda venceu com uma imoblização.

21 de março de 1905: Tomita e Maeda deram mais uma demonstração de judô na Universidade de Columbia, desta vez para cerca de 200 estudantes e professores da academia. Após as apresentações do Prof Bashford Dean, que envolviam uma mostra de exercícios para “obter o controle dos músculos, Tomita viria a se apresentar.” Então Tomita mostrou alguns estrangulamentos, primeiro lentamente, depois com “velocidade da luz em seu infeliz assistente.” Em seguida, Tomita e Maeda tentaram “uma série de truques de wrestling” na luta com o instrutor da universidade, “que foi quase estrangulado ao ponto de quase apagar por um deles.”

De acordo com a Columbia Spectator, “Outra característica interessante foi a exibição de alguns dos golpes obsoletos de jiu jitsu para a defesa contra um adversário armado com a espada japonesa curva ( KATANA ).”

05 abril de 1905: Tomita realiza uma Luta de exibição beneficente em prol da imprensa no ginásio on Broadway. Durante o evento, Tomita afirmou que uma impressão errada existia nos Estados Unidos quanto ao jiu-jitsu (jujutsu), que era compreendida como uma arte marcial de autodefesa:

“Jiu-jitsu é uma arte quase extinta, utilizada para a guerra, e por este motivo não se pratica mais. A verdadeira arte de auto-defesa é ju-do. Jiu-jitsu foi desenvolvida há 350 anos, numa época em que não havia guerra tribal no Japão. Em seguida, um homem com uma espada longa e um homem sem espada iriam encontrar-se nas ruas. E fora de seu ódio eterno um pelo outro, tornou-se necessário para o homem sem espada aprender a se defender de alguns golpes que pudessem ser desferidos pelo homem armado, de forma que pudesse deslocar as articulações do seu inimigo, sufocando-o e tornando-o inconsciente, etc.”

06 de julho de 1905: Tomita e Maeda fizeram uma exibição de judô no YMCA em Newport, Rhode Island.

30 de setembro de 1905: Tomita e Maeda fizeram uma demonstração em outro YMCA, em Lockport, Nova York. Em Lockport, o adversário local, foi Mason Shimer, que lutou com Tomita, sem sucesso.

OUTROS EVENTOS NOTÁVEIS

Em abril de 1905, Tomita e Maeda começaram um clube de judô em um espaço comercial na Broadway 1947, em Nova York. Os membros deste clube incluído expatriados japoneses, além de uma mulher americana chamada Wilma Berger.

Durante seu retorno ao Japão, em 1910, Tomita visitou Seattle. Para comemorar a sua visita, o clube de judô local, conhecido como Seattle Dojo realizou um torneio de judô em 27 de outubro de 1910, que contou com a presença de repórteres locais.
Ao retornar para o Japão Sr. Tomita promoveu ativamente o Kodokan Judo no Athletic Club de Tóquio, em Tameike.

O Sr. Tomita faleceu em 13 de janeiro de 1937, com a idade de 71 anos.

Compartilhe.

Sobre o Autor

André Miranda

Nascido no Rio de Janeiro, mas, devido a sua ascendência nordestina, criado na Bahia, começou Karatê em 1988, na extinta Lince Karatê Clube, com a Sensei Amanda Barcelar Pires (primeira faixa-preta mulher da Bahia, aluna de Denilson Caribé - ASKABA). Graduou-se faixa preta pela FNAM, com o Sensei Masco Monteiro. De volta ao Rio de Janeiro, continuou seu treinamento com o Sensei Humberto Amorim (6º Dan), no Quartel São João da Urca, com quem continua treinando. Praticante do estilo Shotokan Ryu, o qual é 3º Dan, em 2009 começou a praticar Jiu-Jitsu (sob a orientação do Sensei Gustavo Souza - 6º Dan) e Aikido (sob a orientação do Sensei Luciano Santana - 4º Dan). Amante da cultura Japonesa fundou o Instituto Ishindo, onde busca difundir a cultura e tradição marcial japonesa.

Comments are closed.