Uma palavra bastará

0

street-fighter-assassin_s-fist-052
“Em tempos de grandes problemas ou desastres uma palavra bastará. Também em tempos de felicidade uma palavra será o bastante. E, no momento em que você encontrar ou falar com outras pessoas, uma palavra deve ser o suficiente.

É preciso pensar bem e só depois falar.” (Yamamoto Tsunetomo – Hagakure).

Yamamoto Tsunetomo foi um samurai do clã Nabeshima, na província de Saga, que viveu entre o século XVII e XVIII.
Embora, em sua época, não houvesse mais guerra, gozando o povo japonês de um longo período de paz, Tsunetomo foi um samurai de grandes virtudes.
yamamoto-tsunetomo
Após servir seu mestre durante quase toda a vida, vendo que as ideias de seu clã não condiziam mais com a antiga forma de pensar e agir dos samurais, solicitou ao herdeiro de seu mestre, então, novo líder de seu clã, que o dispensasse dos serviços que prestada e do seu dever filial, para que pudesse se tornar monge. Foi neste seu auto-exílio, porém, que, como monge ficou conhecido, através de sua obra o Registro das Folhas Ocultas – Hagakure.

Um samurai mais jovem, chamado Tashiro Tsuramoto, sabendo da história deste grande samurai, subiu as montanhas e chegando ao mosteiro solicitou ficar servindo aos monges e, em particular a Tsunetomo, período que durou aproximadamente 7 anos. Nos quais Tsunetomo aceitou conversar com o jovem guerreiro sobre o modo de vida e os costumes antigos dos samurais; destas conversas com Tsunetomo, o jovem Tsuramoto anotou ensinamentos, pensamentos e memorias lhe passados e os transcreveu para o que posteriormente ficou conhecido como Hagakure.

O interessante dessa história é que, após ler as anotações de Tsuramoto, Tsunetomo pediu que ele queimasse tudo, pois concordara em deixá-lo conviver entre os monges e consigo, mas não o autorizara a escrever sobre o que conversavam ou sobre os pensamentos que Tsunetomo lhe estava revelando.

Bom, ainda bem que Tsuramoto não o obedeceu, pois do contrário estaríamos perdendo valiosos ensinamentos, deste grande samurai que foi Yamamoto Tsunetomo.

Vamos, então, aproveitar a dádiva que nos foi dada, estudar os ensinamentos do Hagakure e aplicá-los em nossa vida.
Seja discreto, fale apenas quando necessário, procure manter uma mente clara, com pensamentos positivos sobre si e sobre os outros e seja sempre educado e polido.

Ganbarimashou (vamos fazer o nosso melhor).

Compartilhe.

Sobre o Autor

André Miranda

Nascido no Rio de Janeiro, mas, devido a sua ascendência nordestina, criado na Bahia, começou Karatê em 1988, na extinta Lince Karatê Clube, com a Sensei Amanda Barcelar Pires (primeira faixa-preta mulher da Bahia, aluna de Denilson Caribé - ASKABA). Graduou-se faixa preta pela FNAM, com o Sensei Masco Monteiro. De volta ao Rio de Janeiro, continuou seu treinamento com o Sensei Humberto Amorim (6º Dan), no Quartel São João da Urca, com quem continua treinando. Praticante do estilo Shotokan Ryu, o qual é 3º Dan, em 2009 começou a praticar Jiu-Jitsu (sob a orientação do Sensei Gustavo Souza - 6º Dan) e Aikido (sob a orientação do Sensei Luciano Santana - 4º Dan). Amante da cultura Japonesa fundou o Instituto Ishindo, onde busca difundir a cultura e tradição marcial japonesa.

Comments are closed.